JAPAMALA Consagração - Consagrando Japamala - Ativando Japamala - Limpeza Japamala - Limpeza Rosário - Ativando Rosário Budista
  Consagrando (Ativando) seu Japamala.


Além da meditação com mantra, um uso muito comum do Japamala é o de amuleto. Acredita-se que o japamala, além de orientar as práticas meditativas, também protege e ajuda a lembrar constantemente da divindade que está com você.

Por isso, ao ganhar, fazer ou comprar um japamala é muito importante consagrar ou ativar o seu japamala. Esta é uma excelente forma de conectá-lo a sua energia e intenções individuais.

Reunimos neste post algumas sugestões de rituais para ajudar a te inspirar a ativar o seu japamala. Lembre-se de que não há certo nem errado, tampouco forma universal e definitiva para ativar o seu japamala. Basta que faça sentido para você!

Lavagem: ATENÇÃO: Japamalas de MADEIRA, devem ter um cuidado especial e NUNCA DEVEM SER MERGULHADOS NA ÁGUA. O ideal é um pano úmido (quase seco) com um mistura de sal grosso diluído em água (1 colher de sopa rasa de sal para um copo de 200 ml).

Para Japamala que não são de madeira, a maneira mais simples é lavar o seu japamala com água e algum óleo essencial. Com esta limpeza, você purifica seu japamala física e energeticamente. Com o passar do tempo, na medida que você for manuseando o seu japamala, ele irá absorvendo sua energia e suas intenções. Mas lembre-se que seu japamala é um objeto muito delicado e você deve evitar movimentos bruscos e produtos químicos. Neste post temos algumas orientações sobre isso.


Canalização energética com as mãos: Crie um ambiente aconchegante e confortável. Acenda seu incenso favorito ou uma vela. Sente-se em uma postura confortável, feche os olhos e, segurando o japamala em ambas as mãos, canalize sua energia e a intenção que você quer direcionar ao seu japamala. Preste atenção na respiração e na canalização da energia. Após alguns instantes seu japamala já terá recebido a ativação. Os praticantes de Reiki entendem muito bem disso!


Defumação: Em um ambiente calmo e tranquilo, acenda alguns incensos de sua preferência – pode combinar várias essências diferentes se quiser – e vá posicionando e girando seu japamala sobre a fumaça dos incensos para defumá-lo. Conforme for movimentando o japamala na fumaça, vá mentalizando a energia e a intenção desejada durante alguns minutos.


Banho de lua: Próximo a uma janela ou em uma área externa segura, crie um altar da forma como você puder – decore com flores, essências, incensos, velas, pedras e o que mais você sentir que pode usar – e repouse o seu japamala nele para que possa receber os raios da lua. Vale a pena observar qual fase da lua mais te agrada.
Banho de sol: escolha um local onde o japamala possa receber luz solar direta, pode ser em uma janela, em um galho de árvore, em um vaso ou até mesmo no chão etc. Posicione seu japamala com carinho e canalizando a energia que você quer que ele receba. Deixe sob o sol por algumas horas. Note que os japamalas feitos com materiais plásticos ou resinas podem sofrer danos se expostos à luz solar excessiva. Sementes, pedras e outros materiais nobres não tem restrições.


Nada impede que você combine mais de uma forma de ativação do seu japamala. Você também pode ativar e reativar seu japamala de tempos em tempos conforme sentir a necessidade.

Também é importante lembrar que com o passar do tempo é natural que algumas características sejam alteradas, como por exemplo a cor das contas e outras partes do seu japamala.

Fonte: Mãos Ocupadas

Limpando seu Japamala de energias.

Sugestões:

Mergulhe os dedos na água salgada ou borrife o japamala de todos os lados. Ou...

Deixar cerca de 30 minutos seu Japamala, em cima de um prato com Sal Grosso. Ou...

Passe-o na chama de uma vela, pedindo para o elemental fogo transmutar todas energias negativas do seu Japamala. Ou...

Passe-o pela fumaça do incenso, virando-o de modo que todos os lados sejam purificados e diga: "Que a essência da Terra, do Ar, do Fogo e da Água limpe e purifique este Japamala.

Fonte: Arte Japamala.

Conservando do seu japamala.

Japamalas não possuem garantia de fabricação, pois são ¨cordões de energia¨ e são considerados amuletos de proteção que funcionam como fusível e costumam romper-se em circunstancia de muita tensão ou carga energética negativa, seja ela gerada pelo individuo ou proveniente de fora. Caso se rompa o ideal é descarta-lo, pois ele já cumpriu sua função como escudo protetor. Para melhor conservação, indico que o limpe energeticamente pelo menos quinzenalmente.

Você pode ter vários Japamalas, inclusive um para usa-lo como colar exposto do lado de fora da blusa, esse terá uma energia apenas de acessório porém, o principal que você usa em sua meditações, é sugerido que não fique exposto, não deixe que ele encoste no chão e que as pessoas o toquem.