SURREALISMO

 

A Violção - René Magritte
A Violação
René Magritte

O espírito de revolta que constituía a base do dadaísmo também pode ser encontado no surralimo, movimento artístico e literário surgido na década de 20. Mas, ao contrário do dadaísmo, que buscava sobretudo destruir os velhos padrões, o surrealismo propunha-se a construir:

A Persistência da Memória, Salvador Dali.
A Persistência da Memória, Salvador Dali.

A Persistência da Memória é um dos mais famosos quadros de Salvador Dali um pintor espanhol,nascido em figueres onde também morreu.

E este quadro tão pequeno é a mais conhecida das obras de Dali a flacidez dos relógios dependurados e escorrendo mostram uma preocupação humana, como: tempo e memória. E o próprio Dali se apresenta na forma da cabeça adormecida
que já pode-se observar que também está presente em outros quadro de Dali,segundo Dali a idéia do quadro ocorreu, e como a paisagem já estava
pronta, levou apenas 2 horas para pintá-lo.Gala ao voltar do cinema e
avistou o quadro, afirmou que quem visse este quadro jamais o esqueceria.

 

TEXTO COMPLETO SOBRE O SURREALISMO LOGO ABAIXO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A legislação que atualmente regula os direitos autorais no Brasil é a
lei 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.
Audiovisual para fins pedagógicos, científicos, tem uma
redução da proteção do titular de direito em favor da sociedade que é usuária.
Sobre o :

Portal criado em 1999 com o intuito de tornar a arte mais fácil e prazerosa de se conhecer. Pretendemos atingir todos os públicos, de todas as idades, através de vídeos, ilustrações, textos e todos as midias futuras que vierem a ser acessíveis.

Pesquisamos em diversas fontes e fazemos um mix das informações, sempre verificando e comparando as mesmas para dar autenticidade ao nosso conteúdo.

Todo o conteúdo aqui encontrado é gratuito e livre para compartilhar de acordo com a especificação de cada autor e obra.

Obrigado por sua visita
Equipe Portal Darte
 
 



O Surrealismo

Clique na figura

A Violção - René Magritte
A Violação
René Magritte

 

O espírito de revolta que constituía a base do dadaísmo também pode ser encontado no surralimo, movimento artístico e literário surgido na década de 20. Mas, ao contrário do dadaísmo, que buscava sobretudo destruir os velhos padrões, o surrealismo propunha-se a construir:

 

Arte Pré-histórica Clique



Clique na figura
André Breton
André Breton

Ultrapassar o gesto puramente provocativo e – segundo André Breton, criador do movimento – “transformar o mundo” atrvés da incorporação dos instintos que haviam sido reprimidos pelo “decoro” burguês, apoiado nas descobertas da psicologia.

Arte Pré-histórica Clique


Clique na figura
A Interpretação dos Sonhos, Freud.
A Interpretação
dos Sonhos,
S. Freud.

O Sonho e a Realidade

Criador e pricipal teórico do surralismo, André Breton (1896-1966) estudou medicina e psicologia, chegando a exercer a psiquiatria durante a Primeira Guerra, no exército. Depois ligou-se ao dadaísmo, organizando o anárquico pensamento do movimento, que começava a se tornar um jogo estéril. Partindo dos estudos sobre a psique humana desenvolvidos por Sigmund Freud (1856-1639) e de sua obra A Interpretação dos Sonhos, Breton recusa a criação artística elaborada pelo pensamento lógico e consciente da mente.

Arte Pré-histórica Clique


Clique na figura
A Virgem Espancando o Menino Jesus Diante de Três Testemunhas

A Virgem Espancando o Menino Jesus Diante de Três Testemunhas

Para ele, a arte deveria partir do irracional, pois a criatividade verdadeiramente livre provém das profundezas pouco conhecidas da psique, chamadas por Freud de inconsciente. Além da vida (e da cultura) organizada, consciente, que carcteriza determinada civilização, Freud estudou uma outra vida, mais livre e mais verdadeira, que também faz parte da civilização e não pode ser esquecida: a vida inconsciente, “dos sonhos". As imagens e sensações do sonho (no próprio sonho) não se apresentam menos reais ou importantes do que as imagens e sensações do passado.

Arte Pré-histórica Clique


Clique na figura
A Promessa René Magritte * Clique e veja também uma breve biografia do artista.
"La Promesse" de René Magritte
Rápida Biografia
de René Magritte

Porém os sonhos são mais “sinceros”, entre outros motivos porque estão desvinculados das incertezas da memória. Nos sonhos, estamos longe da leis físicas da realidade: desaparecidas a força da gravidade e a densidade da matéria, podemos nos deslocar rapidamente, inclusive voar, saindo de nós mesmos e realizando as ações mais absurdas e impensáveis.
“Por que a noite e o sonho” – perguntava Breton –“continuam a ser considerados como um parêntese sem importância no decorrer da vida do homem, quando a soma dos momnetos de sonho não é inferior à soma dos momentos de realidade?”

Arte Pré-histórica Clique


Clique na figura
O Jóquei Perdido - René Magritte
O Jóquei Perdido
René Magritte


A Escrita Automática

No Manifesto Surrealista apresentado em 1924. Breton declara:”Creio na integração destes dois estados, aparentemente contraditórios, que são o sonho e a realidade, e que formam uma espécie de realidade absoluta, a “surrealidade”, se podemos chamá-la assim. Esse é o meu objetivo.” Reuniram-se em torno de Breton e da revista Literatura, por ele fundada, escritores, poeta e pintores.

Arte Pré-histórica Clique


Clique na figura
Canção do Amor * Giorgio de Chirico
Canção do Amor
Giorgio de Chirico

Uma técnica de criação poroposta e criada por Breto e seus discípulos foi a “escrita automática” (também no desenho e na pintura): a expressão de imagens ou palavras livres da “ditadura do pensamento, em ausência de todo controle exercido pela razão, ou fora de qualquer preocupação estética ou moral”.

CLIQUE NA FIGURA AO LADO
E veja também outras obras de Giorgio de Chirico.
A Melancolia da Partida
A Família do Pintor
A Incerteza do Poeta

Arte Pré-histórica Clique


A Violção - René Magritte

Não a palavra fora de uma língua conheciada (como no futurismo), não a associação de imagens enigmáticas fora do tempo (metafísica), mas a efusão desregrada da linguagem inconsciente. O artista deveria funcionar como um “modesto aparelho de registro”; para alcançar a sensibilidade exata, deveria retroceder à infância, que mais se aproxima da vida mais verdadeira.

Arte Pré-histórica Clique


A Violção - René Magritte

A superação da cultura e da civilização, bem como a tendência a regredir à primeira infância, aproximam o surrealismo da metafísica e do dadaísmo. De Chirico, reconhecido como precursor pelos surrealistas, já falava em surrealidade, enquanto o poeta Apollinaire, em um de seus drams, foi um dos primeiros a empregar o adjetivo “surrealista”.

Arte Pré-histórica Clique


A Violção - René Magritte

É importante notar que as raízes profundas do surrealismo, como movimentato anticlássico, encontram-se no simbolismo, no romantismo e na arte visionária de alguns pintores  do século XVI (H. Bosh, M. Grünewald e G. Arcimboldi).

Arte Pré-histórica Clique


A Violção - René Magritte

A grandiosidade e a permanência do surrealismo, além de a suas sugestões intrísecas, devem-se à atuação incansável de André Breton, ajudada por numeroso grupo de artistas talentosos

Arte Pré-histórica Clique


A Violção - René Magritte

O “FROTTAGE”

O surrealismo não é um estilo – se por estilo entendermos a observância de regras técnicas e a escolha de conteúdo homogêneo. Os quadros surrealistas são muito diferentes entre si, quer sob o ponto de vista da expressão, quer quanto à técnica utilizada.

Arte Pré-histórica Clique


A Violção - René Magritte

Cada artista pode usar a técnica que preferir: tradicional (antiga ou moderna), de sua própria criação ou mista. O que importa é a imagem inusitada e fascinante que deve resultar. Existem quadros surrealistas figurativos, pintados de forma acadêmica, e quadros abstratos: quadros complicados (repletos de objetos inusitados) e quadros com poucos traços.
Max Ernst (1891-1971), um dos maiores pintores do surrealismo, teve a idéia de friccionar o grafite sobre folhas de papel jogadas ao acaso no assoalho de madeira de sua sala.

Arte Pré-histórica Clique


A Violção - René Magritte

Assim, obteve traços “ automáticos”, os quais, com progressivas aplicações, resultam em desenhos bastante sugestivos. As estrias da madeira, impressas no papel, tiveram o poder de estimular sua fantasia. (Leonardo da Vinci já havia, há mais de quatro séculos, sugerido estimular a fantasia observando-se as manchas de umidade sobre muros velhos.)

Arte Pré-histórica Clique


A Violção - René Magritte

Esta técnica, chamada de frottage (“fricção”), que se obté, utilizando qualquer superfície áspera, tornou-se um dos métodos de trabalho favoritos de Max Ernst. Antes de empregar o frottage, Ernst praticara muito a técnica de colagem (arte de colar figurar). A obra reproduzida abaixo é, em boa parte, resultado de frottage. A cabeça, o pescoço à esquerda e a decoração geométrica que atravessa a área chanfrada, rosa, parecem extraídos da fricção sobre tecidos bordados, papéis enrugados e azulejos.

 

Arte Pré-histórica Clique


A Violção - René Magritte

CRIAÇÃO COLETIVA

O Surrealismo é o único movimento moderno que experimentou a criação coletiva. Com este objetivo, os surrealistas inventaram métodos semelhantes aos jogos de salão. Num deles, faz-se circular uma folha de papel dobrada (tantas vezes quantos forem os participantes), sobre a qual cada um deve escrever uma palavra (substantivo, adjetivo, verbo, etc.), ignorando o que o outro escreveu.

Arte Pré-histórica Clique


A Violção - René Magritte

A frase que se lerá no final, ao abrir a folha, representa o “pensamento inconsciente coletivo”. Cadavre exquis (“cadáver delicado”), parte de um dos primeiros pensamentos recolhidos, acabou por dar nome ao jogo. Ao se desenhar em vez de escrever palavras, é possível criar as imagens mais absurdas: há muitos desenhos coletivos realizados por pintores, poetas e ecritores.

Arte Pré-histórica Clique


A Violção - René Magritte

A palavra surrealismo havia sido criada em 1917 pelo poeta Guillaume Apollinaire (1886-1918), ligado ao Cubismo, para identificar expressões artísticas que se esboçavam e é adotada pelos surrealistas por refletir a idéia de algo além do realismo. O início do movimento se dá por volta de 1922, quando os dadaístas se dispersam.

 

 


A Violção - René Magritte

Em 1929, os surrealistas publicam um segundo manifesto e editam a revista A Revolução Socialista. Entre os artistas ligados ao grupo em épocas variadas estão os escritores franceses Paul Éluard (1895-1952), Louis Aragon (1897-1982) e Jacques Prévert (1900-1977), o escultor italiano Alberto Giacometti (1901-1960), o dramaturgo francês Antonin Artaud (1896-1948), os pintores espanhóis Salvador Dali (1904-1989) e Juan Miró (1893-1983), o belga René Magritte (1898-1967), o alemão Max Ernst (1891-1976), e o cineasta espanhol Luis Buñuel (1900-1983).

 

 


A Violção - René Magritte

Nos anos 30, o movimento internacionaliza-se e influencia várias outras tendências, conquistando adeptos em países da Europa e nas Américas. Em 1969, após sucessivas crises, o grupo se dissolve.

 

 


A Violção - René Magritte

Este movimento foi significativamente influenciado pelas teses psicanalíticas de Sigmund Freud, que mostram a importância do inconsciente na criatividade do ser humano.

 

 


A Violção - René Magritte

De acordo com Freud, o homem deve libertar sua mente da lógica imposta pelos padrões comportamentais e morais estabelecidos pela sociedade e dar vazão aos sonhos e as informações do inconsciente. O pai da psicanálise, não segue os valores sociais da burguesia como, por exemplo, o status, a família e a pátria.

 


A Violção - René Magritte

O marco de início do surrealismo foi a publicação do Manifesto Surrealista, feito pelo poeta e psiquiatra francês André Breton, em 1924.

Os artistas ligados ao surrealismo, além de rejeitarem os valores ditados pela burguesia, vão criar obras repletas de humor, sonhos, utopias e qualquer informação contrária a lógica.

 

 


A Violção - René Magritte

Outros marcos importantes do surrealismo foram a publicação da revista A Revolução Socialista e o segundo Manifesto Surrealista, ambos de 1929. Os artistas do surrealismo que de destacaram mais na década de 1920 foram: o escultor italiano Alberto Giacometti, o dramaturgo francês Antonin Artaud, os pintores espanhóis Salvador Dalí e Joan Miró, o belga René Magritte, o alemão Max Ernst, e o cineasta espanhol Luis Buñuel e os escritores franceses Paul Éluard, Louis Aragon e Jacques Prévert.

 

 


A Violção - René Magritte

A década de 1930 é conhecida como o período de expansão surrealista pelo mundo. Artistas, cineastas, dramaturgos e escritores do mundo todo assimilam as idéias e o estilo do surrealismo. Porém, no final da década de 1960 o grupo entra em crise e acaba se dissolvendo.

 

 


A Violção - René Magritte

ARTES PLÁSTICAS

Foi através da pintura que as idéias do surrealismo foram melhor expressadas. Através da tela e das tintas, os artistas plásticos colocam suas emoções, seu inconsciente e representavam o mundo concreto.

O movimento artístico dividiu-se em duas correntes. A primeira, representada principalmente por Salvador Dalí, trabalha com a distorção e justaposição de imagens conhecidas. Sua obra mais conhecida neste estilo é A Persistência da Memória. Nesta obra,  aparecem relógios desenhados de tal forma que parecem estar derretendo.

 


A Violção - René Magritte

Os artistas da segunda corrente libertam a mente e dão vazão ao inconsciente, sem nenhum controle da razão. Joan Miró e Max Ernst representam muito bem esta corrente. As telas saem com formas curvas, linhas fluidas e com muitas cores. O Carnaval de Arlequim e A Cantora Melancólica, são duas pinturas de Miró que representam muito bem esta vertente do surrealismo.

 


A Violção - René Magritte

LITERATURA  
Os escritores do surrealismo rejeitaram o romance e a poesia em estilos tradicionais e que representavam os valores sociais da burguesia. As poesias e textos deste movimento são marcados pela livre associação de idéias, frases montadas com palavras recortadas de revistas e jornais e muitas imagens e idéias do inconsciente. O poeta Paul Éluard, autor de Capital da Dor e André Breton, autor de O Amor Louco, Nadja e Os Vasos Comunicantes, são representantes da literatura surrealista.

 


A Violção - René Magritte

CINEMA  
Os cineastas também quebraram com o tradicionalismo cinematográfico. Demonstram uma despreocupação total com o enredo e com a história do filme. Os ideais da burguesia são combatidos e os desejos não racionais afloram. Dois filmes representativos deste gênero do cinema são Um Cão Andaluz (1928) e L'Âge D'Or (1930) de Luiz Bruñuel em parceria com Salvador Dalí.

 

 


A Violção - René Magritte

TEATRO
O dramaturgo francês Antonin Artaud é o maior representante do surrealismo no teatro, através de seu teatro da crueldade. Artaud, buscava através de suas peças teatrais, livrar o espectador das regras impostas pela civilização e assim despertar o inconsciente da platéia. Um das técnicas usadas pelo dramaturgo foi unir palco e platéia, durante a realização das peças. No livro O Teatro e seu duplo, Arnaud demonstra sua teoria.
Sua obra mais conhecida é Os Cenci de 1935, onde ele conta a vida de uma família italiana durante a fase do Renascimento.
Nas décadas de 1940 e 1950, os princípios do surrealismo influenciaram o teatro do absurdo.

 


A Violção - René Magritte

O SURREALISMO NO BRASIL  
As idéias do surrealismo foram absorvidas na década de 1920 e 1930 pelo movimento modernista no Brasil. Podemos observar características surrealistas nas pinturas Nu e Abaporu de Ismael Nery e da artista Tarsila do Amaral, respectivamente.
A obra Eu Vi o Mundo, Ele Começava no Recife, do artista pernambucano Cícero Dias, apresenta muitas características do surrealismo. As esculturas de Maria Martins também caminham nesta direção.

 



 

Texto de referência:

Conhecer 2000 publicada pela editora Nova Cultural ano 1995.

Textos complementares:

http://pt.wikipedia.org
http://www.ipv.pt/artgloss/s.htm
http://www.suapesquisa.com/surrealismohttp://ourique12bclaudia.blogspot.com
http://malprg.blogs.com/francoatirador/2005/07/a_virgem_espanc.html
http://sol.sapo.pt/blogs/jaguar/archive/2007/09/02/gdq.aspx
http://www.espanolsinfronteras.com


 

Imagens:

Figuras retiradas da Internet em sites Nacionais
e Internacionais, encontradas através
de sites de busca.

 


 

Contato

comprearte@comprearte.com.br

 

 

 


Clique aqui e conheça 80 obras de Salvador Dalí em tamanho grande e excelente definição.





 

Tentação de Santo Antonio, Salvador Dali.
A tentação de Santo Antônio

A Tentação de Santo Antônio (em espanhol: La tentación de San Antonio,
em inglês: The Temptation of Saint Anthony) é um quadro realizado pelo
pintor espanhol Salvador Dali em 1946. O quadro foi pintado usando a
técnica pintura a óleo e mede 90 x 119,5 cm. A obra está sendo conservada
no Musée Royaux des Beaux-Arts em Bruxelas, a capital da Bélgica.

O quadro foi feito em Nova York, foi um concurso no qual tinha que se pintar a tentação de Santo Antônio, onze pintores fizeram parte, além de Dalí haviam
outros grandes pintores participando, alguns deles eram Paul Delvaux, Leonora Carrington, Dorothea Tanning e o vencedor do concurso Max Ernst.

O júri era composto por outros célebres pintores como Marcel Duchamp,
Sidney Janis e Alfred Barr.




TOPO


 

Mapa do Site www.portaldarte.com.br Home
©1999/2012 Portal D'arte. Todos os direitos reservados.